2007-08-26

Sou Assim. Agora sou católica

Nem sempre leio a Visão e por isso acontece perder pérolas destas (Visão 2007-08-09 pág.18).

___________

Zita Seabra que assevera no seu livro ter-se pautado na sua conduta de dirigente comunista por "uma fé cega" nas ordens que recebia da direcção do PCP (incluindo-se assim na elite restrita de dirigentes "cegos pela fé" ) adquiriu uma nova religião e um novo dogma, o católico. Não a critico. Pelo contrário. Surge-me até a esperança de que seguindo os preceitos da Santa Madre Igreja - não mentirás! - venha rectificar o lamentável equívoco cometido no seu livro ao incluir-me num episódio desagradável em que não estive.

Pior que ter-se enganado foi prometer-me corrigir publicamente o erro e depois em entrevista ao CM dizer que não tinha nada a alterar.

Ora eu não pedia que alterasse tudo o que estivesse errado, o que poderia revelar-se hercúleo, mas tão só a passagem caluniosa a meu respeito.
Vejamos agora, católica, ainda fresca do baptismo, se Zita Seabra faz contricção, se corrige ou se se mantém contumaz.

3 comentários:

nelson anjos disse...

No mundo católico os pecados são sanados através da confissão. Não perante o homem, mas perante Deus. Estou certo que, na confissão que antecederá a sua primeira comunhão - como boa crente - Zita se irá redimir da falta.

Raimundo Narciso disse...

Realmente tinha-me esquecido que as coisas podem ser assim resolvidas e "absolvidas"... pelo confessor.

AC disse...

Que Eu seja Deus....